segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Weekender travel bag - Mala de viagem





Depois de ter feito uma bolha no dedo a coser o forro desta mala à mão (!!!!), consegui terminar finalmente a dita.

O molde é da Amy Butler, conhecida designer norte-americana de moldes e tecidos Chorei todos os cêntimos que este molde (estupidamente caro) me custou mas o resultado final bem que os vale.

Claro que antes de gastar dinheiro, li imensas reviews, bastante assustadoras por acaso - era a quantidade de agulhas que se partiam, o trabalho que se tinha a colocar o piping, as camadas de tecidos a coser...

No fim, acabou por correr tudo bem, embora tenha consciência de que tal pode derivar do facto de não ter utilizado alguns do materiais recomendados, nomeadamente o Peltex, uma espécie de estabilizador, que torna as camadas de tecido ultra resistentes, logo difíceis de costurar.

Para reforçar a mala utilizei a entretela mais resistente que encontrei na loja e, parece-me agora, devia ter colocado uma segunda camada no fundo da mala para que resista melhor ao uso. Como já disse, o forro é cosido à mão (que tédio...) pelo que facilmente posso acrescentar outra camada de entretela.

Caso ainda não se tenham apercebido, esta mala é grandeeeeeeeeeeeeeeeee. Embora o nome aponte para uma escapadinha de fim de semana, facilmente vou conseguir enfiar roupa e afins para 5 dias (embora tenha de reconhecer que sou mocinha para viajar apenas com o essencial e não com a casa atrás. Os anos longe de casa na Universidade, com viagens semanais de comboio, curaram-me desse péssimo vício).

A mala tem 4 bolsos exteriores (2 laterais, como o da foto abaixo e 2 frontais), óptimos para colocar revistas, livros, garrafas de água ou todas aquelas coisas que nos mantêm entretidos nas viagens. No interior não existem bolsos, o que não me incomoda particularmente. No entanto, pode utilizar-se um tutorial como este para criar um.



O cordão que decora a mala é uma das coisas que mais tempo demora a fazer. Implica cortar tiras de tecido (muitas, muitas tiras) em viés, cosê-las umas às outras, colocar o cordão no seu interior, coser sem apanhar este....ok, já estão a perceber.

As alças foram a seca do costume, quase tão más para virar como as da mala Tatanne que fiz.

Erros e pespontos tortos à parte, gosto imenso desta mala, estou a prever usá-la bastante (aliás, já fui de viagem com ela) e até mesmo fazer umas quantas para oferecer como prendas de Natal. Se calhar, é melhor começar a trabalhar entretanto para isso :)

Rustyboobz

PS- Tecidos do IKEA, como já é hábito por aqui.


6 comentários:

  1. Bem... está perfeita!
    parabéns!
    Gina
    maçã dentada

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Gina :D ao vivo, a mala é bastante mais bonita, infelizmente tirar fotos não é o meu forte :(

    ResponderEliminar
  3. Está linda! Tu, de facto, tens mesmo jeito para a costura. :) Como é que tu fazes o viés? Usas algum utensílio em especial para fazeres o cordão?
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Olá Flor, obrigado :D vê este link para veres como se faz o rebordo com cordão (encontras em qualquer retrosaria):

    http://u-handbag.typepad.com/uhandblog/2007/06/how_to_sew_pipi.html

    e este para as tiras em viés:

    http://www.savvyseams.com/techniques/biastape.php

    alguma dúvida, apita :)

    ResponderEliminar
  5. Adorei e candidato-me já a receber uma no Natal eheh. Agora a serio, está linda.

    ResponderEliminar

Comentários, críticas e sugestões são sempre bem-vindos!