quinta-feira, 30 de junho de 2016

Quanto custa ter um cão?

Depois de ler este post no Mr. Money Moustache (um site norte americano sobre liberdade financeira, reforma aos 30 anos e um estilo de vida frugal) sobre a opcionalidade de ter ou não um cão como animal de estimação, fiquei a pensar no custo de ter um animal de estimação (eu tenho dois - um cão e um gato), achei que seria interessante fazer o o levantamento dos custos associados a ter um cão, com base na minha experiência. Se puder ajudar uma só pessoa a decidir ter ou não um cão, já valeu a pena ter escrito este post.

This post talks about the costs of owning a dog in Portugal. I wrote it, after reading this article at Mr. Money Moustache.
 
Por isso, quanto custa ter um cão? e de que custos estamos a falar?

Vamos lá aos custos reais, para um cão adulto de tamanho médio 
(valores de referência, para a zona de Lisboa): 

- Alimentação: 200€/ano*
- Veterinário: 50€
- Desparasitação (externa e interna): 80€
 
O que perfaz um total de 330,00€. Como sempre se compra umas gulodices extra, brinquedos novos, produtos de higiene, etc., vamos arredondar para estes custos para 400,00€, o que é uma previsão conservadora.

- Férias: no caso de irem para algum lado, poderão levar o cão convosco, têm alguém de confiança disposto a ficar com ele ou terá de ficar num hotel para cães? 
Neste último  caso, o cão necessita de levar uma vacina específica que deve rondar os 40,00€. Considerando um valor médio de 16€/dia, uma estadia de 3 dias, p.e., ficará em 88€ (o valor da vacina será diluído se no período de vigência da mesma o cão ficar no hotel mais de uma vez), o que fará subir a diária do hotel para praticamente o dobro.

- Fundo de emergência: os cães adoecem e os tratamentos são caros (p.e., o tratamento da  gastroenterite do meu cão ficou-me em 50/60€). Têm a possibilidade de colocar dinheiro de lado para qualquer emergência veterinária e não ficarem aflitos com a despesa inesperada?

Estes custos são monetários, ou seja, saem-nos diretamente da carteira mas também existem custos não monetários, ie, custos que, não podendo ser contabilizados em euros, têm de ser tomados em consideração quando se tem ou se pretende ter um cão.

- Casa: a vossa casa tem espaço para o animal? No caso de arrendarem casa, o senhorio autoriza que o mesmo lá fique? Ou para quem tem casa próprio em prédios de habitação, o condomínio permite a presença de animais? Se não for possível, considerarão mudar de casa?

- Tempo despendido a passear o cão : os cães têm de ser passeados pelo menos duas vezes por dia, por questões de higiene mas também de exercício físico. Considerando 1 hora de passeio por dia, temos o total de 365 horas num ano inteiro. Estão dispostos a despender esse tempo por dia com o vosso cão?
- Disponibilidade horária : têm horários estáveis ou um dia chegam a casa às 17h e no dia seguinte às 20h? Os cães (e as pessoas também, obviamente) beneficiam de horários regulares e rotinas definidas.

- Envolvimento emocional : um cão necessita da atenção e dedicação do dono. Têm essa disponibilidade emocional? Estão dispostos a investir em criar laços com o vosso cão?

Claro que também temos o valor percebido (vantagens) de ter um cão:
- Socialização : para pessoas com competências sociais reduzidas, ter um cão é um excelente mecanismo de socialização, pois naturalmente surgem conversas com outros donos de cães e até pessoas que não os têm mas que metem conversa à conta do animal. Obriga também as pessoas a sair de casa, o que é bom para quem tende a refugiar-se em casa.

- Exercício físico : quando se passeia um cão, não é só o cão que faz exercício, também o dono se exercita.

- Imunidade : o contacto diário com um cão, ajuda-nos a ganhar imunidade contra bactérias e microorganimos.

- Felicidade : ter um cão, num contexto de completa consciência das responsabilidades a ele associadas, faz uma pessoa feliz.

Assim, temos custos reais de 400,00€ por ano vs valor percebido, a que cada um deverá atribuir o valor que considerar adequado e a partir de aí tomar uma decisão informada, considerando não só o seu orçamento mas também o seu estilo de vida.
 

Para o que possa auxiliar, deixo a minha experiência com o meu cão:

- Gasto mais do que o valor acima mencionado (400€), porque acredito que a prevenção sai mais barata que o tratamento, por isso invisto em  ração de qualidade, suplementos alimentares quando necessário, champô de marca, pasta de dentes específica para cães e gatos, etc.
 
*É minha opção comprar uma ração de melhor qualidade, para ajudar a prevenir problemas de saúde no futuro. Prefiro gastar agora e ter a hipótese de poupar no veterinário mais tarde, pois tenho provas de que isto resulta mesmo. Com um pouco de pesquisa, conseguem rações de qualidade superior às do supermercado por pouco mais, não tendo necessariamente de comprar as das marcas mais conhecidas mas cada um fará a sua escolha.
 
- As contas do veterinário fazem-me ranger os dentes mas não temos tido emergências veterinárias nos últimos dois anos, o que equilibrou as contas.

- Eu sou extremamente introvertida e graças ao cão falo agora com imensa gente na rua, pois na cidade onde moro existem imensos cães e há sempre tendência para se falar com perfeitos desconhecidos. Quem me conhece pessoalmente, sabe o quase milagre que isto é...
 
- É tipo caixeiro viajante e vai comigo para (quase) todo o lado -  já andou nos comboios urbanos de Lisboa, viajou de Alfa Pendular, visitou a belíssima cidade do Porto e até à feira da Malveira já foi. Visitas à família no centro do país...já lhe perdi a conta.

- Sim, é chato a pedir atenção, ladra quando cai um parafuso no prédio, detesta o vizinho do lado e estragou imensas coisas quando era cachorro. 
 
- Roeu 3 cintos de segurança para cães, porque não queria ir sozinho no banco de trás.
 
- Não é simpático andar na rua quando faz frio e chove, para ele fazer as necessidades e arejar as ideias.

- Detesta partilhar a atenção e o mimo com o gato cá de casa.
 
 
MAS 
 
Não o trocaria por nada!
 
Há pessoas que consideram que ter um cão é uma prisão mas nunca pensei dessa forma. Quem opta por ter um cão, tem de ter a responsabilidade de se adaptar. Para mim, essa questão nunca se pôs, pois o valor percebido que o cão tem é infinitamente superior a tudo o resto. 
 


Os lords cá de casa
 
Espero que este post ajude alguém e se tiverem qualquer questão, deixem nos comentários, que farei o melhor para ajudar.
 
Até à próxima.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Crazy cat lady - Burdastyle 2/2015, mod. 128

Quem me conhece, sabe que adoro animais, especialmente cães e gatos, por isso não podia resistir a este tecidos com gatos que encontrei na Feira dos Tecidos.

I love cats and dogs, so I couldn't resist to this cat fabric, that I came across in my local fabric store.


Optei pelo modelo 128, da Burdastyle de Fevereiro de 2015, que tem umas linhas interessantes, tanto à frente, como nas costas. 

I chose a pattern from Burdastyle 2/2015, #128, which has some interesting seams in front and back.


 Por pouco este top não via a luz do dia. Ora veja-se a novela que foi:
- Ao cortar as peças, uma das partes da manga escorregou da mesa, não dei conta e depois tive de encurtar as mangas porque já não tinha tecido suficiente para o comprimento da totalidade da manga.
- Depois, tive umas encomendas e as peças cortadas ficaram penduradas à espera de melhores dias.
- O meu cão resolveu marcar território no meu escritório (acho que não é preciso dizer mais nada...) para chatear o gato que lá tem a taça de comida e estragou-me duas peças do top, que estavam agarradas ao respetivo molde.
- Passado uns meses, quando quis começar a costurar descobri que não sabia onde tinha arrumado a revista. Quando a encontrei, não tinha a folha de moldes que precisava para cortar as duas peças que me faltavam. A folha estava...no fim da pilha de moldes que tenho por arrumar.
- Nesta altura, já só tinha restos de tecidos e foi quase milagre ter conseguido cortar as peças que me faltavam.
A esta altura, já só queria costurar o top!

Sewing this top was quite an adventure:

- When I was cutting the fabric, one of pieces of the sleeve slipped from the table, so I had to get creative to be able to have sleeves in my top to be.
- Then, I had some orders, and had to postpone sewing.
- My dog peed in my office to annoy the cat, who eats there, ando so ruining two pieces of the pattern.
- When I finnaly started sewing, I found out I had misplaced the magazine, so no instructions and no pattern sheet to trace again the pieces my dog had ruined. The sheet was at the bottom of a pile of pattern sheets...
- I only had scraps, but was lucky enough to be able to cut the two new pattern pieces that were missing.
- At this time, I just wanted to start sewing.






No fim, correu tudo bem e agora posso expressar publicamente o meu estatuto de crazy cat lady :-) Os gatos são animais espantosos, correto?

In the end, everything settled down and I can public proclaim my crazy cat lady status :-) Cats are amazing animals, arent they?

Até à próxima!

See you next time


terça-feira, 21 de junho de 2016

Tshirt com aplicação de renda - Lace tshirt (Burdastyle 8/2015, mod. 120)

Aqui há uns tempos, comprei uns quantos metros de diversos tipos de rendas, vindos do stock de uma retrosaria que fechou. Algumas têm aparecido em acessórios mas outras só se adequam a vestuário.

Some time ago, I bought quite a few meters of lace off a brick and mortar notions store that closed. Some of that lace, have been used in accessories but a part of it is only fit to be used in clothing

Lembrei-me então de fazer uma tshirt com aplicação de rendas e escolhi como base um top, que veio na revista Burda de agosto do ano passado - Burdastyle 8/2015, mod. 120 .

I decided then to sew a tshirt, in which I could sew some of that lace, and chose a Burdastyle top - Burdastyle 8/2015, mod. 120 .

Tracei o tam. 36 e apliquei as tiras de renda, medindo a sua colocação a partir da bainha, no sentido ascendente, de forma a que a primeira tira ficasse abaixo do peito.

I traced a size 36 and applied the lengths of lace, measuring and sewing from the hem towards the top. My aim was that the first strip of lace was sewed under the bust.




No entanto, a tshirt tinha um aspecto demasiado simples e aborrecido, pelo que optei por aplicar renda nos ombros.

After that, I considered that the tshirt was looking boring and very plain, so I sewed strips of lace on the shoulders.


Ficou melhor mas não à altura das expectativa, pelo que optei por coser umas nervuras em diagonal, a partir do centro da frente e de trás. Esta opção permitiu-me reduzir alguma largura excessiva que o top tinha à frente e também evitar que a parte de trás da tshirt ficasse simples - aquilo a que se costuma chamar 'coffin clothes' - vejam este artigo da Kathleen Fasanella a propósito deste conceito.

Better, but not up to my expectations, so I sewed some pin tucks, starting from the center front and center back. This also allowed me to remove some excessive fabric that this model has and to avoid the dreaded look of  'coffin clothes' - check this article of  Kathleen Fasanella, about this concept.


Existem pés calcadores para coser nervuras mas consegui coser estas sem qualquer dificuldade com o pé calcador normal, dobrando o tecido e cosendo a uma distância mínima da dobra. Não tendo o calcador específico, penso que também se possa utilizar o calcador para fechos, embora não tenha experimentado esta alternativa.

There are sewing feet for sewing pin tucks but I managed to sew mine with a ordinary sewing foot, by folding the fabric and sewing within a minimal allowance from the fold. Even if I didn't used it, I think you can also use the zipper foot for this kind of sewing.




Estou bastante contente com a minha nova tshirt e já posso passar para o meu novo projecto - um top em bordado inglês :-)

I'm very happy with my new tshirt and now I can move to my new sewing project - a top made out of broderie anglaise fabric.

Até à próxima

See you next time.

sábado, 28 de maio de 2016

Sugar Plum Fairy - versão universitária /Sugar Plum Fairy - portuguese student college version

Mais uma Sugar Plum Fairy, desta vez vestida com uma versão simplificada do traje académico que se utiliza na maioria das universidades portuguesas.

Another Sugar Plum Fairy, this time wearing a simplified version of the academic attire portuguese college students can use during school year. It's not mandatory but most college students chose to wear it, namely during the college festivities.

For  those who arent't acquainted with this kind of attire, women wear a white shirt with black jacket, skirt, tie, shoes and cape. Men wear a white shirt and black jacket, vest, tie shoes and cape. Toasty warm indeed, in the warmer weather :-) 



A boneca foi oferecida à minha sobrinha mais velha, como prenda de aniversário. Ela entrou para a Universidade este ano e anda a aproveitar a vida académica o melhor que pode.

The doll was given to my oldest niece for her birthday. She has gone to college this year and has been enjoying very thoroughly college life, as she should do :-)

Adaptei o molde da Sugar Plum Fairy, ou seja, deixei de parte as asas e a saia. Os elementos do traje foram feitos em feltro preto. Infelizmente, não consigo encontrar feltro de lã a um preço simpático, por isso tive de recorrer ao sintético :-) Não inclui o casaco, que faz parte do traje, porque considerei que iria sobrecarregar a boneca.

I adapted Sugar Plum Fairy pattern, letting out the wings and skirt that belong to the pattern. The attire is made of black felt. Sadly, I can't find wool felt at a reasonable price in Portugal, so synthetic felt was used. I also excluded the traditional jacket as I thought it would overwhelmed the doll.



Por baixo da gravata, bordei os botões da camisa. A capa foi cosida à gravata, para garantir que não se extravia com o passar do tempo.

Under the tie, I embroidered the shirt buttons and sewed the cape to the tie, to ensure it wouldn't get lost with time.


O raio da boneca ficou mesmo gira! E foi um sucesso, junto da aniversariante e respetivos amigos! Sobrinha feliz, tia feliz :-)

I'm really happy with the doll. It was a hit with the birthday girl and her friends. So, happy niece, happy aunt :-)





Até à próxima!

See you next time!

sábado, 14 de maio de 2016

Moldes à procura de uma nova casa! - Sewing patterns looking for a new home!

Continuo na minha tentativa de destralhar o meu escritório, pelo que estou a vender os seguintes moldes de costura, nunca usados.

I'm selling the sewing patterns mentioned bellow (new, never used before). The listings are written in portuguese, but if anyone outside Portugal is interested please email me at arebeldesemcasa (at) gmail (dot) com

New Look 6919 -  calças palazzo, saia e colete

Mais informações - aqui


Simplicity 2508 -  casaco (dois comprimentos diferentes e diversos tipos de gola)

Mais informações aqui




Simplicity 2812 - casaco (dois comprimentos)

Mais informações aqui




Até à próxima!